Combatem o desperdício de alimentos e poupam o bolso do consumidor – Cresce número de empresas com esse propósito no Brasil. Entenda.

Para aqueles que acreditam que oportunidades de negócios no mercado de hoje só existem para produtos premium e que focam na classe A, entenda... negócios são feitos para quem tem boas ideias, o resto, é só desculpa mesmo. Vamos te mostrar empresas que estão crescendo diante desse cenário, como a Food To Save.

Se tem um mercado enorme surgindo em cima das necessidades do público mais rico, começa a se tornar mais interessante gerar soluções para aqueles que não tem tanto assim para investir em uma boa compra, ou que na verdade, nem é nisso que eles estão focando.

Outra informação, conforme o mercado foca em gerar mais e mais soluções para o nicho premium, mais produtos são postos nas vitrines e consequentemente, mais desperdícios (a oferta é muito maior que a demanda).

Imagem retirada do aplicativo da Food To Save, empresa que desenvolveu uma solução para evitar desperdícios no mercado de padarias e restaurantes.

Nisso, empresas que olham para o lado contrário da moeda, tentam entender como se aproveitar de forma sustentável disso tudo que é produzido, retransmitindo ao mercado para um novo público, pessoas que não teriam condição de comprar diretamente da fabricante, mas que com os valores menores de itens que seriam desperdiçados, conseguem aproveitar muito bem as oportunidades para consumo.

Pois bem, a Food To Save além de outras 59 startups, criou um modelo de negócios pensado em levar até a mesa do cliente final, alimentos desperdiçados, perdas ou próximos do vencimento.

Sócios da foodtech Food to Save, (Foto: retirada do site Revista PEGN)

No caso da Food To Save, você cliente final consegue comprar por R$15 uma sacola surpresa com itens que ao final do expediente de uma padaria, seriam jogados fora. Eu já experimentei comprar pelo app e tive uma excelente experiência, inclusive continuei comprando em outras oportunidades. Por vezes pagando R$15, recebi sacolas que custaria facilmente R$50 – R$60, muito vantajoso!

Alguns dados importantes sobre esse mercado de desperdício alimentar:

  • Segundo a ONU, o desperdício de 1,3 bilhão de toneladas de alimentos custa US$ 750 bilhões por ano para a economia global;
  • Mais de 19 milhões de brasileiros passam fome enquanto o país desperdiça 26 milhões de toneladas de comida por ano;
  • Entrou em vigência a Lei 14.016, que dispõe sobre o combate ao desperdício de alimentos e a doação de excedentes, autoriza a doação de alimentos excedentes dentro da validade e dentro das condições ideais de conservação e próprias ao consumo humano;
  • O Instituto BRF, além de projetos voltados a filantropia desde 2012, começou agora a investir em startups de impacto no país.

Gostou da leitura?

Então, me conta aqui nos comentários se você acha que esse é um ótimo mercado para gerar soluções, além de resolver um problemão global. Quais outras soluções nesse mercado geral de desperdício você pensaria fazer?

Muito obrigado pela leitura!


Referências
Capital Reset - https://www.capitalreset.com/cruzada-contra-a-fome-brf-acelera-8-startups-anti-desperdicio/
ABRE - https://www.abre.org.br/sustentabilidade/empresas-se-unem-para-combater-desperdicio-de-alimentos/
Food To Save - https://www.foodtosave.com.br/
Alimentação em foco - https://alimentacaoemfoco.org.br/o-que-o-brasil-esta-fazendo-contra-o-desperdicio-de-alimentos/

Compartilhe e nos ajude a chegar a mais pessoas:

WhatsApp
Facebook
Twitter
LinkedIn
Inscreva-se
Notificar de
0 Comentários
Feedbacks embutidos
Ver todos os comentários

CONFIRA POSTS RELACIONADOS

pt_BRPortuguese